Investigação

Laudo aponta que tiros que mataram família de Serra Talhada vieram de PMs

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 15/03/2019 às 11:02
NOTÍCIA
Leitura:

Família de Serra Talhada foi morta em ação no município de Milagres, no Ceará
Foto: reprodução/TV Jornal

O laudo de balística concluído pela perícia forense do Ceará indica que partiram das armas da Polícia Militar os tiros que mataram uma família de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, em 7 de dezembro do ano passado.

O empresário João Batista Magalhães, 49 anos, o filho dele, Vinícius Magalhães, de 14 anos; a cunhada, identificada como Claudineide; o marido dela, Cícero; e o filho do casal, Gustavo, foram feitos reféns pelos criminosos e mortos durante confronto entre os assaltantes e a polícia na cidade de Milares (CE).

A família voltava de Juazeiro do Norte, onde João Batista e o filho foram buscar os familiares que tinham chegado de São Paulo para passar as festas de fim de ano em Serra Talhada.

Segundo as investigações, os militares tentaram apagar vestígios da ação, como vídeos de câmeras de segurança. A Polícia Civil de Milagres investiga o caso.

Veja na reportagem de Orlando Santos, da TV Jornal Interior:

Mais Lidas