Ex-presidente

Temer será denunciado duas vezes pelo MPF, diz jornal

Giliard
Giliard
Publicado em 25/03/2019 às 9:10
NOTÍCIA
Leitura:

A defesa do emedebista nega os crimes e classificou como abuso de direito a prisão preventiva de Temer
Foto: Rogério Melo/PR

O Ministério Público Federal (MPF) deve apresentar esta semana duas denúncias contra o ex-presidente Michel Temer (MDB), preso na quinta-feira (21), ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, responsável pela Operação Lava Jato no Estado, segundo o jornal O Globo.

Na primeira ação, Temer será denunciado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro pelo suposto desvio de R$ 1 milhão em um contrato de prestação de serviços de mídia para o Aeroporto de Brasília. Na segunda denúncia, o ex-presidente responderá pelo crime de peculato por ter favorecido uma empresa com a qual tinha ligação em obras da usina nuclear de Angra 3, no RJ.

A defesa do emedebista nega os crimes e classificou como abuso de direito a prisão preventiva de Temer.

Coronel Lima

Se o juiz Marcelo Bretas acolher as denúncias, Temer vira réu em dois processos desdobrados da Lava-Jato no Rio. Em ambos, ele aparecerá associado ao ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho, que seria, segundo as investigações, o operador do ex-presidente. Nas denúncias, o coronel Lima é apontado como principal beneficiário de desvios nos contratos de Angra 3 e Aeroporto de Brasília.


A força-tarefa do MPF, passou o último fim de semana analisando provas colhidas nas ações de busca e apreensão realizadas na quinta contra o grupo liderado por Temer.

Mais Lidas