menu

Duelos entre Náutico e Sport, pela final do Pernambucano, serão nos Aflitos e na Ilha do Retiro

Sport e Náutico se enfrentaram nesta temporada uma vez, com vitória do Leão por 3x1
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem

Apesar da especulação de que os dois jogos da final do Campeonato Pernambucano poderiam ocorrer na Arena Pernambuco, as diretorias de Náutico e Sport rejeitaram a ideia e, com isso, a primeira partida da decisão do Estadual será realizada no estádio dos Aflitos, enquanto que a segunda será disputada na Ilha do Retiro. Os dirigentes dos dois clubes se reuniram, nesta segunda-feira (8), com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE) Evandro Carvalho, que não conseguiu convencê-los de levar os dois confrontos para São Lourenço da Mata.

"Eu já tinha decidido e mandado redigir o ato marcando as duas finais para a Arena Pernambuco. Solicitei aos clubes e apresentei as razões. Disse que assumia a responsabilidade, mas eu não posso fazer isso sem ter pelo menos a liberação de ambos. Conversei com os dois presidentes, mas como eles quiseram, a federação tem que se curvar", falou Evandro Carvalho, em declaração à Rádio Jornal.

O presidente Edno Melo, afirmou que o desejo da diretoria do Náutico era de fazer a final do Campeonato Pernambucano nos Aflitos desde o início da competição. Além disso, o mandatário alvirrubro revelou que a reforma realizada no estádio, assim como o apelo dos torcedores, foram motivos decisivos para o clube bater o martelo sobre a decisão. Com o veredito, o estádio dos Aflitos volta a receber uma decisão do Estadual depois de nove anos.

"O Náutico nunca teve nenhuma pretensão de fazer a final na Arena de Pernambuco. O Náutico reformou os Aflitos, está a coisa mais linda do mundo, um estádio completamento funcional. Então a gente vai disputar todos os jogos do Brasileiro da Série C, da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano no nosso estádio. Não faz sentido a gente tirar uma final tão importante para o Náutico, para a torcida e levar para outra praça de jogo", comentou Edno Melo, presidente do Náutico.

LADO RUBRO-NEGRO

Com o Sport sem conquistar um título dentro da Ilha do Retiro desde 2010 - quando sagrou-se campeão Pernambucano em cima do Náutico -, o presidente Milton Bivar disse que esse foi um dos fatores levados em consideração para tomar a decisão de recusar levar a final do Estadual para a Arena Pernambuco. "Tudo isso foi pensado. Tinha a opção dos dois jogos serem na Arena, mas devido a uma série de pensamentos... As torcidas, o Náutico fez um investimento forte, fruto do trabalho dos alvirrubros que reformaram o seu estádio e tinha uma exigência grande (de o jogo ser lá). A nossa torcida está chegando junto e nos apoiando. Ela sabe dos nossos problemas e estão nos dando muita força. É importante respeitar a vontade de nossas torcidas", declarou o mandatário rubro-negro.

Ainda segundo Milton, o consenso foi geral entre as partes. "Quero deixar claro que foi uma decisão tomada em comum acordo entre Federação, Náutico e Sport. Não foi um acerto feito com base na emoção ou sem pensar direito. Acho que essa solução (de os jogos serem nos Aflitos e na Ilha) foi a melhor para esse ano", esclareceu.

Diante disso, o primeiro jogo entre Náutico x Sport será realizado no próximo domingo (14), às 16h, no estádio dos Aflitos. Já o confronto da volta será disputado no domingo (21), também às 16h, na Ilha do Retiro.