VIRALIZOU

Áudio de funcionário de ‘Seu Armando’, que viralizou nas redes, não é real

Giliard
Giliard
Publicado em 10/04/2019 às 17:22
NOTÍCIA
Leitura:

Foto: Reprodução

Se você ouviu o áudio que viralizou nas redes sociais de um trabalhador de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, revoltado por ter sido chamado de preguiçoso pelo chefe,  saiba que tudo não passa de uma brincadeira. Segundo o Extra, Seu Armando, o suposto patrão carrasco que teria exposto o funcionário por ele não ter enfrentado a chuva forte para ir trabalhar, não é real.

Na mensagem, o funcionário, que também não existe, diz que não tem condições de ir trabalhar devido ao temporal que caiu no Rio de Janeiro e xinga o patrão várias vezes. Muitos internautas vibraram com o posicionamento do trabalhador, que, aparentemente, era explorado pelo chefe.

Após render vários memes, estampas de camisetas e até virar funk, três amigos, Leandro Menezes, Bruno Castanha e Thaís Ribeiro, do canal de YouTube Ninja, o Sincero, criado há duas semanas, revelaram que o áudio foi um conteúdo do canal com a ideia de mostrar o que o povo gostaria de falar e ouvir.

 História real

Segundo um dos criadores do canal, o áudio de Seu Armando foi inspirado em uma história real. Leandro contou que, enquanto passeava com seu cachorro na Zona Norte do Rio, ouviu uma moradora falando ao telefone, supostamente com o chefe, explicando que teria dificuldades de chegar ao trabalho.

Acho que a publicação deu certo porque mostra o que muitos gostariam de dizer. Ainda mais na situação caótica que ficou o Rio nesta semana. São pessoas que passam horas em transportes públicos, que usam duas ou três conduções todos os dias, acho que se sentiram representadas, contou o youtuber.

Protesto

Ainda de acordo com o Extra, internautas já estavam marcando um protesto na frente de uma padaria identificada, erroneamente, como o local de trabalho do morador de Belford Roxo. Algumas pessoas até procuraram o funcionário para oferecer um emprego a ele, acreditando que ele seria demitido após o áudio.

Mais Lidas