Investigação

Suspeitos de integrar quadrilha de roubo a bancos vão para o presídio

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/04/2019 às 9:02
NOTÍCIA
Leitura:

Um revólver calibre .38 e uma pistola .40 foram encontrados na residência
Foto: divulgação/Polícia Federal

As oito pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em assalto a bancos tiveram as prisões preventivas confirmadas na audiência de custódia realizada nessa quarta-feira (17). Eles foram presos na última terça-feira (16) em Santa Cruz do Capibaribe, durante ação realizada pela Polícia Federal em conjunto com policiais militares do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi) e do 24º BPM.

O auxiliar de produção Lucas Filipe de Araújo Barbosa, 23 anos, o servente Thiago Pereira da Silva, 34, o auxiliar de pedreiro Edemar José da Silva, 45, o ajudante de pedreiro Felipe Graciliano de Lima, 29, o ajudante de mecânico Ewerton Paulo da Silva, 22, o autônomo Claudemar José da Silva, 42, e o motorista José Ederaldo Araújo Teixeira, 54, foram levados para o presídio de Limoeiro. Já a autônoma Roberta Katiuska da Silva, 39, foi encaminhada para a Penitenciária Feminina de Buíque.

De acordo com a Polícia Federal, o grupo estava se preparando para realizar mais uma investida contra uma agência do banco Itaú de Santa Cruz. As investigações apontaram que eles iriam sequestrar o tesoureiro e gerente do banco. A quadrilha estava reunida em uma residência no bairro Nova Santa Cruz. Na ocasião, o imóvel foi cercado e as pessoas foram presas. No local, foram apreendidos três veículos e duas armas de fogo (um revólver calibre .38 e uma pistola .40).

As investigações começaram em abril deste ano e as prisões aconteceram dentro da operação Burgos, no cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela Vara Criminal de Santa Cruz do Capibaribe. O caso continua sob investigação.

Mais Lidas