Após decisão do MPPE

Prefeitura de Santa Cruz se pronuncia sobre o São João da Moda

Giliard
Giliard
Publicado em 10/05/2019 às 12:19
NOTÍCIA
Leitura:

MPPE recomendou a suspensão do evento
Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste pernambucano, se pronunciou pela primeira vez sobre a determinação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que solicitou a suspensão do São João da Moda 2019. De acordo com órgão, a festa não deve ser realizada devido ao atraso de salários de servidores, repasses previdenciárias e obrigações com empresas terceirizadas.

Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o gestor de Cultura e eventos da cidade, Alberto Grilo, comenta que a Prefeitura não foi notificada oficialmente. "Ainda não fomos notificados, estamos esperando a notificação oficial por parte do juiz e a partir do momento que recebermos essa notificação iremos dar todas as explicações necessárias, tanto para a justiça, quanto para a imprensa e a população de forma geral", explicou. A Festa de lançamento do São João da Moda 2019 foi adiada sem nova data para acontecer.

O presidente do tribunal de contas do estado de Pernambuco, Marcos Loureto, reafirma que as gestões devem priorizar o pagamento dos servidores. "Entendemos que as obrigações legais dos municípios e a dignidade dos seus servidores está acima de qualquer festejo. Somos a favor dos festejos juninos, somos a favor do São João, mas antes disso temos que pensar nos servidores e nas obrigações legais", Comentou.

O Presidente do sindicato dos servidores públicos de Santa Cruz do Capibaribe concordou com a medida. "Tinha pessoas que há quase três meses estavam sem receber os seus salários e com isso passando vários constrangimentos com servidores por motivos de atrasar cartão de crédito, atrasar cheque especial", declara.

Confira na reportagem da Rádio Jornal Caruaru:

Mais Lidas