Economia

Distrito Industrial de Caruaru cresce

Ana Maria Miranda
Ana Maria Miranda
Publicado em 17/05/2019 às 16:30
NOTÍCIA
Leitura:

Reconflex foi fundada há 26 anos no município de Santo Antônio de Jesus (BA) e está sendo construída em Caruaru
Foto: Janaína Pepeu/Especial para o SJCC Interior

Com uma área de 398 hectares, o Distrito Industrial de Caruaru é dividido em três módulos e tem 121 empresas, de acordo com uma pesquisa realizada em 2017 pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa (Sedeec). Cerca de 5 mil pessoas estão empregadas nas fábricas instaladas na área, que abriga empresas de alimentos, metal mecânica, logística, louças sanitárias, entre outros. O levantamento da Sedeec revelou que 59,2% das empresas são da indústria de transformação; 25,4% do comércio e 15,5% de serviços prestados para a indústria.

"Caruaru tem uma situação geográfica diferente de outras cidades de Pernambuco, porque é cortada por duas BRs. Isso é um grande cenário para indústrias que querem produzir, estocar os produtos na região e distribuir", avaliou o secretário, João Melo Neto. Uma das empresas mais novas no distrito é a Reconflex, que está sendo construída. A empresa especializada na produção de colchões foi fundada há 26 anos no município de Santo Antônio de Jesus (BA). A unidade de Caruaru será a segunda do grupo e terá 55 mil m² de área total e 12 mil m² de área coberta.

A Reconflex fabrica colchões de diversas tecnologias e para todos os biótipos, e o carro-chefe são os colchões com as molas Mira-Coil 2.3, sistema de molejo inovador, que tem maior suporte e melhor distribuição de peso. A empresa comercializa para Pernambuco, Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Alguns ajustes devem ser feitos no mix de produtos por causa das preferências do mercado da nova unidade.

Cardeal Distribuidora é uma das principais do ramo em Pernambuco
Foto: Janaína Pepeu/Especial para o SJCC Interior

Cerca de 130 empregos diretos no curto prazo estão sendo gerados pela nova fábrica em Caruaru. A previsão é que as operações comecem até o início de julho. "A intenção de ter uma unidade produtiva em Pernambuco era antiga, já que a matriz fica distante de algumas das principais praças em nosso mercado e a cidade-alvo para isso sempre foi Caruaru por diversos motivos: sua localização facilita o escoamento da produção para praticamente todo o Nordeste, é uma cidade com economia dinâmica, mão de obra qualificada, prestação de serviços diversos e relativamente próxima ao Porto de Suape", revelou o diretor de Operações, Felipe Mendonça.

No mercado há 29 anos, a Cardeal Distribuidora comercializa produtos de limpeza, perfumaria, alimentos, chocolates, balas, alimentos industrializados para pets, entre outros, para supermercados, mercadinhos e mercearias para todo o Estado. A empresa tem 729 funcionários divididos nos setores administrativo, logística e vendas, e uma grande e moderna estrutura. A empresa começou no centro da cidade e com o tempo foi crescendo, até chegar ao Distrito Industrial. "Esta área, seguindo o progresso, vai haver a necessidade de expandir o Distrito Industrial. Aqui começou com poucas empresas e hoje tem muitas. O distrito é sempre crescente", opinou um dos diretores, o empresário Dorgival Melo.

Etical produz etiquetas para todo o Brasil
Foto: Janaína Pepeu/Especial para o SJCC Interior

Outra empresa antiga é a Etical, que existe há 23 anos e produz etiquetas, componentes metálicos para a confecção, cadarços personalizados, entre outros. A empresa estima que responde por cerca de 7% das etiquetas consumidas no Brasil para a área de confecções. A etiqueta tecida (ou bordada) é o produto que corresponde a 65% do faturamento. Cerca de 45% das vendas são destinadas ao Polo de Confecções do próprio Estado, mas também há atuação em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, entre outros. "Fomos quase que pioneiros aqui. Hoje a estrutura melhorou muito, mas ainda há o que melhorar. Eu vejo com uma boa perspectiva a expansão do distrito", opina o empresário João Bezerra.

ADEQUAÇÕES

Um plano de ação será lançado em breve no distrito com foco nas áreas estrutural, como iluminação com lâmpadas LED, calçamento, capinação, entre outros; fiscal, revendo incentivos; e inovação, para beneficiar empresas que investem nesta área. A prefeitura também atua para resolver imbróglios judiciais envolvendo terrenos que foram cedidos mas não foram feitas construções. A partir destas mudanças, será possível realizar a prospecção de novas empresas e ampliar a ala norte do módulo III.

Mais Lidas