Contingenciamento

Univasf poderá fechar portas em setembro, diz reitor

Giliard
Giliard
Publicado em 21/05/2019 às 8:47
NOTÍCIA
Leitura:

O reitor da Univasf, Julianeli Tolentino, acredita que caso o bloqueio se mantenha, a instituição de ensino poderá paralisar em setembro.
Foto: Divulgação

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) poderá fechar as portas até o fim do ano devido ao contingenciamento de 30% do orçamento por parte do Ministério da Educação (MEC). O corte é de quase R$ 12 milhões.

O reitor da Univasf, Julianeli Tolentino, acredita que caso o bloqueio se mantenha, a instituição de ensino poderá paralisar em setembro.

"No momento em que nós temos um corte no nosso orçamento e precisamos fazer um ajuste, nós precisaríamos deixar de pagar alguns serviços. O fornecimento de água e de energia, muito em breve nós não poderemos pagar as faturas", lamentou. O reitor também acredita que em breve será necessário demitir trabalhadores terceirizados.

O MEC anunciou no dia 30 de abril que todas as universidades federais do País sofreriam contingenciamento de 30% nos orçamentos.

Mais Lidas