menu

Suspeito de matar vereador em Floresta é preso

Com o suspeito foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola .40 e vasta munição de fuzil

Suspeito de matar vereador de Floresta estava com duas armas, várias munições, entre outros
Suspeito de matar vereador de Floresta estava com duas armas, várias munições, entre outros (Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu na tarde dessa segunda-feira (27) um homem suspeito de participar da morte de Alberto Carlos de Souza, ex-presidente da Câmara Municipal de Floresta, no Sertão de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 17 de março deste ano.

Segundo a polícia, a prisão é provisória. No entanto, as investigações apontam para a participação dele não apenas no duplo homicídio que levou à morte do vereador e mais uma outra vítima, como também na morte de dois assessores parlamentares do município.

O suspeito deve passar por audiência de custódia nesta terça-feira (28). Com ele, foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola .40 e vasta munição de fuzil.

Relembre o caso 

O vereador e ex-presidente da Câmara Municipal da cidade de Floresta, no Sertão de Pernambuco, Alberto Carlos de Souza (PSDB), o Berto Souza, foi morto na tarde do dia 17 de março. Segundo informações divulgadas pela polícia, ele estava na zona rural do município quando parou para falar com uma pessoa e foi surpreendido por dois suspeitos.

Os homens atiraram contra o vereador, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Além de Beto Souza, outra pessoa foi baleada e socorrida para o hospital da cidade.

Suspeito de matar vereador em Floresta é preso

  • 28/05/2019 14:36
A Polícia Civil prendeu na tarde dessa segunda-feira (27) um homem suspeito de participar da morte de Alberto Carlos de Souza, ex-presidente da Câmara Municipal de Floresta, no Sertão de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 17 de março deste ano. Segundo a polícia, a prisão é provisória. No entanto, as investigações apontam para a participação dele não apenas no duplo homicídio que levou à morte do vereador e mais uma outra vítima, como também na morte de dois assessores parlamentares do município. 2 minutos e 41 segundos