MEC

Cortes em bolsas de mestrado da UFPE preocupam pesquisadores

Em Caruaru, quatro bolsas do curso de Engenharia Ambiental já foram atingidas pelos cortes

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 14/06/2019 às 7:47
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Os novos cortes de gastos nas universidades do Brasil vem preocupando estudantes e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). De acordo com a diretoria da organização, mais de 5 mil bolsas foram atingidas no Brasil e cerca de 63 bolsas de mestrado e 15 de doutorado foram atingidas pela retenção em Pernambuco. Em Caruaru, quatro bolsas do curso de Engenharia Ambiental já foram atingidas pelos cortes.

De acordo com a mestranda Thaís Silva, a pesquisa foi dificultada pelos cortes. "É triste porque muita gente precisa dessa bolsa para se manter, para fazer a nossa pesquisa. Então dificulta em todos os aspectos. A gente tenta de toda forma manter a nossa pesquisa, não parar e seguimos em frente", comentou.

Os cortes do Ministério da Educação (MEC) nas universidades federais brasileiras já atinge mais de R$ 8 Bilhões. Após manifestações de alunos e professores, parte do orçamento de manutenção da UFPE, cerca de R$ 12 milhões, foi desbloqueado. Entretanto, o orçamento liberado não atinge as bolsas.

Acompanhe na reportagem do programa "Por Dentro", da TV Jornal Interior:

Mais Lidas