Buscas

Boato sobre morte de jovens desaparecidos mobiliza comunidade em Caruaru

Mensagens falsas compartilhadas através de redes sociais apontavam que corpos tinham sido achados

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/06/2019 às 8:50
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Uma informação falsa sobre um triplo homicídio no Sítio Xique Xique, na zona rural de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, mobilizou cerca de 100 pessoas da comunidade na tarde dessa terça-feira (18).

Mensagens falsas compartilhadas através de um aplicativo de mensagens apontavam que as vítimas seriam três jovens, que realmente estão desaparecidos desde o último domingo (16).

Os irmãos Ronaldo Bezerra de Lima, 24 anos, Eduardo Bezerra de Lima, 22, e um adolescente estavam em uma festa no Xique Xique no último fim de semana quando desapareceram. Eles saíram por volta das 21h e seguiram a pé por uma estrada de terra até a casa deles, uma distância de aproximadamente três quilômetros.

"Ninguém encontrou nada. Disseram que os três estavam mortos e nada. Nós reviramos tudo de cabeça para baixo, na mata, e nada", disse um dos homens que estava no local, que preferiu não ser identificado.

Notícia falsa mobilizou moradores da comunidade
Notícia falsa mobilizou moradores da comunidade
Reprodução/TV Jornal Interior

O agricultor Manoel Francisco foi uma das últimas pessoas a ver os jovens. "Nós saímos do bar e viemos beber na vila. Aí de 22h eu vim embora, o cara me deu uma carona e eles vieram na minha frente. Aí aconteceu isso", contou.

Os dois irmãos são do Recife e estavam trabalhando como pedreiros há uma semana em uma residência da área. Familiares deles estiveram no sítio, mas não quiseram gravar entrevistas.

Disque Denúncia

De acordo com a coordenadora do Disque Denúncia Agreste, Janailda Rodrigues, as fake news (notícias falsas) causam sofrimentos à família e podem atrapalhar as investigações por parte dos órgãos responsáveis.

"É importante que as pessoas percebam a importância que a informação tem, então procurar checar sempre essa fonte antes de propagar de uma maneira até irresponsável, causando todo esse tipo de sofrimento", orientou.

Quem tiver qualquer informação sobre os jovens podem entrar em contato com o Disque Denúncia através dos números (81) 3719.4545 e (81) 9.8970.2525.

Mais Lidas