menu

Projeto que amplia prazo para troca de moto por parte de mototaxistas é analisado

Comissões da Câmara de Vereadores analisaram o projeto nesta quarta-feira

Mototaxistas fazem diversas reivindicações à prefeitura de Caruaru
Mototaxistas fazem diversas reivindicações à prefeitura de Caruaru (Reprodução/TV Jornal Interior)

Uma reunião conjunta das comissões permanentes do Poder Legislativo analisou nesta quarta-feira (19) o projeto que amplia o prazo para a troca da motocicleta por parte dos mototaxistas de cinco para nove anos. Atualmente, Caruaru conta com cerca de 1.500 mototaxistas regularizados.

Participaram da reunião na Câmara de Vereadores seis comissões: Redação e Legislação de Leis, Finanças e Orçamentos, Saúde e Assistência Social, Segurança Pública, Obras e Serviços Públicos e Ética Parlamentar. O projeto seguirá para votação em plenário nos próximos dias.

Veja na reportagem do "Povo na TV", da TV Jornal Interior:

 

Projeto que amplia prazo para troca de moto por parte de mototaxistas é analisado

Sem Meias Palavras
  • 19/06/2019 15:43
Uma reunião conjunta das comissões permanentes do Poder Legislativo analisou nesta quarta-feira (19) o projeto que amplia o prazo para a troca da motocicleta por parte dos mototaxistas de cinco para nove anos. Atualmente, Caruaru conta com cerca de 1.500 mototaxistas regularizados. Participaram da reunião seis comissões: Redação e Legislação de Leis, Finanças e Orçamentos, Saúde e Assistência Social, Segurança Pública, Obras e Serviços Públicos e Ética Parlamentar. O projeto seguirá para votação em plenário nos próximos dias. Veja na reportagem do "Povo na TV", da TV Jornal Interior. 2 minutos e 44 segundos

Outros projetos

A reunião na Câmara também discutiu a reposição inflacionária para os auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeiros; Criação do Refis – Programa de Recuperação Fiscal de Caruaru; Reajuste salarial para os médicos e autorização para conceder o uso de bens públicos municipais para geração de energias renováveis. O encontro contou com o suporte da consultoria jurídica da Câmara.