Certame

Cinco pessoas são presas durante concurso da Guarda Civil de Petrolina

De acordo com as investigações, professor seria o principal responsável pelo esquema

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 01/07/2019 às 8:16
NOTÍCIA
Divulgação/Prefeitura de Petrolina
FOTO: Divulgação/Prefeitura de Petrolina
Leitura:

Cinco pessoas foram presas na tarde desse domingo (30) suspeitas de tentar fraudar o concurso público da Guarda Civil Municipal de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a prefeitura da cidade, o professor Dionísio Felipe dos Santos Júnior foi identificado com o responsável pelo esquema.

O grupo estava sendo investigado desde abril, e no domingo foi deflagrada a operação "Test Failed", a partir de uma parceria entre a prefeitura e a Guarda Municipal. Durante as investigações, foi identificado que algumas pessoas receberiam o gabarito da prova: os candidatos iriam enviar fotos do exame e receberiam as respostas por mensagens de texto. Outras três pessoas foram conduzidas à delegacia, uma vez que estavam com celulares durante revistas de rotina.

Professor seria um dos responsáveis pelo esquema criminoso
Professor seria um dos responsáveis pelo esquema criminoso
Divulgação/Prefeitura de Petrolina

Apesar da tentativa de fraude, o secretário executivo de Segurança Pública de Petrolina, José Silvestre, ressalta que não houve vazamento da prova.  "Tivemos vários mecanismos de segurança e fizemos fiscalizações rigorosas para assegurar a integridade do concurso. Os envolvidos na tentativa da fraude foram imediatamente eliminados do certame e vão responder criminalmente na justiça", garantiu.

O concurso

O concurso, que teve 15.162 candidatos inscritos, seguiu normalmente. Os participantes disputam 80 vagas, sendo 38 para ampla concorrência, duas para pessoas com deficiência e 40 de cadastro reserva.

A validade do certame é de dois anos, prorrogável uma única vez por igual período, a contar da data de homologação. O trabalho terá regime de escalas e uma carga horária de 180h mensais com remuneração inicial de R$ 3.261,48.

Mais Lidas