Investigações

Equipe só irá parar quando conseguir prendê-los, diz delegado sobre morte de PM

Quatro homens armados praticaram um assalto, trocaram tiros com a polícia e mataram policial

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/07/2019 às 9:01
NOTÍCIA
Nayara Vila Nova/TV Jornal Interior
FOTO: Nayara Vila Nova/TV Jornal Interior
Leitura:

O delegado Bruno Machado, responsável pelas investigações do caso da morte de um policial militar em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, disse que a Polícia Civil e a Polícia Militar de Pernambuco e da Paraíba estão empenhadas em prender os responsáveis pela morte do soldado André Silva nessa segunda-feira (1º) no município. "A equipe só irá parar quando a gente conseguir localizá-los, identificá-los e prendê-los", disse o delegado, em entrevista à TV Jornal Interior.

Na tarde dessa segunda, quatro homens armados assaltaram uma casa lotérica e um mercado no bairro Dona Lica, em Santa Cruz do Capibaribe, e foram perseguidos por uma viatura da Polícia Militar. A viatura foi atingida por vários disparos. O soldado André José da Silva, 32 anos, que dirigia a viatura, foi ferido e não resistiu.

Já o PM que estava no banco do passageiro, Moacir Pereira, 47, ficou ferido, mas conseguiu sair do veículo. Ele foi levado para a UPA de Santa Cruz do Capibaribe para receber atendimento e depois transferido para o Hospital Regional do Agreste (HRA). Os assaltantes fugiram e até a publicação desta matéria não tinham sido encontrados. O carro deles foi encontrado abandonado em Barra de São Miguel, na Paraíba.

Veja na reportagem do "TV Jornal Notícias", da TV Jornal Interior:

Câmeras flagraram troca de tiros

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o carro dos assaltantes - um Fox branco - passa na rua; atrás dele vem a viatura da Polícia Militar. Depois de passar por uma esquina, os criminosos param o carro, descem e atiram contra a viatura. Ainda é possível ver o que parece ser um tiro efetuado pelos policiais contra os assaltantes. Os criminosos são quatro, mas na viatura havia apenas dois policiais.

Um funcionário do mercado confirmou que o dinheiro do caixa foi levado e os assaltantes fizeram várias ameaças e xingamentos aos clientes. Pouco depois do assalto, os homens foram perseguidos pela Polícia Militar.

Mais Lidas