menu

Vereador de Betânia respondia por porte ilegal de arma de fogo e adulteração de veículos, diz PM

Vereador teria colaborado para a fuga dos suspeitos de assaltar casa lotérica e mercadinho em Santa Cruz do Capibaribe

Vereador Nanaca, de Betânia, está entre os oito mortos em confronto policial na Paraíba
Vereador Nanaca, de Betânia, está entre os oito mortos em confronto policial na Paraíba (Reprodução/Facebook)

A Polícia Militar confirmou nesta quarta-feira (3) que o vereador de Betânia, no Sertão de Pernambuco, Andson Berigue de Lima, 29 anos, conhecido como "Nanaca" (PP), já respondia por porte ilegal de arma de fogo e adulteração de veículos. A informação foi repassada pelo tenente coronel Brito, durante entrevista à TV Jornal Interior, durante coletiva de imprensa no Recife.

Nanaca está entre os oito suspeitos de envolvimento em uma quadrilha especializada em roubo a bancos, mortos durante confronto com a Polícia Militar entre Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio, na Paraíba, na manhã desta terça-feira (2). Ainda de acordo com o tenente, não há indícios de participação direta do vereador na investida contra o mercadinho e o soldado da Polícia Militar André Silva, 32 anos, morto durante troca de tiros após o assalto. O vereador teria colaborado para a fuga dos suspeitos.

No dia da morte do vereador, o prefeito de Betânia, Mário Gomes Flôr Filho (PTB), divulgou uma nota de pesar lamentando a morte do vereador e servidor público municipal. Na nota, o prefeito não cita o confronto da polícia e diz que Nanaca, como era conhecido o vereador, "foi um grande parlamentar que muito contribuiu para população e política do município". A nota termina com votos de solidariedade e condolências. O vereador foi eleito com 482 votos na cidade de 12 mil habitantes.

Soldado André Silva, 32 anos, foi morto durante troca de tiros com criminosos em Santa Cruz do Capibaribe
Soldado André Silva, 32 anos, foi morto durante troca de tiros com criminosos em Santa Cruz do Capibaribe
Reprodução/TV Jornal Interior

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) informou ainda que o irmão do vereador, José Adson de Lima, conhecido como Galego de Lena, era o líder da organização criminosa. Galego teria participado do sequestro do gerente da agência do Bradesco de Custódia, no Sertão, em 31 de outubro de 2018. Na ocasião, a quadrilha teria sequestrado um familiar da vítima para conseguir roubar a quantia de R$ 700 mil. Até então, estava foragido.

A polícia também informou que uma das mulheres mortas, Reniere Alves de Souza, 32 anos, era viúva de um outro integrante do grupo especializado em roubos a bancos, que foi morto em confronto com a Polícia Civil de Alagoas em 2018, após um assalto a uma agência bancária de Águas Belas.

A polícia não descarta a participação de outras pessoas no grupo criminoso e as investigações continuam. "A investigação prosseguem. A quadrilha é organizada com seio familiar, não são desconhecidos. É uma família, inclusive um deles tinha um relacionamento amoroso com uma das mulheres que veio a óbito", explicou o tenente coronel.

Vereador de Betânia respondia por porte ilegal de arma de fogo e adulteração de veículos, diz PM

Sem Meias Palavras
  • 03/07/2019 14:20
A Polícia Militar confirmou nesta quarta-feira (3) que o vereador de Betânia, no Sertão de Pernambuco, Andson Berigue de Lima, 29 anos, conhecido como "Nanaca" (PP), já respondia por porte ilegal de arma de fogo e adulteração de veículos. A informação foi repassada pelo tenente coronel Brito, durante entrevista à TV Jornal Interior, durante coletiva de imprensa no Recife. 6 minutos e 38 segundos

Entenda o caso

O grupo era procurado desde segunda-feira (1º), quando quatro homens armados assaltaram uma casa lotérica e um mercado no bairro Dona Lica, em Santa Cruz do Capibaribe, e foram perseguidos por uma viatura da Polícia Militar.

A viatura foi atingida por vários disparos. O soldado André José da Silva, 32 anos, que dirigia a viatura, foi ferido e não resistiu. O sepultamento dele aconteceu na tarde dessa terça-feira (2) em Santa Maria do Cambucá, também no Agreste pernambucano.