menu

Ministério Público vai investigar operação da PM que deixou oito mortos na PB

Operação aconteceu após a morte de um policial que perseguia suspeitos de assaltar uma casa lotérica em Santa Cruz (PE)

Vídeo mostra momento em que criminosos atiram contra viatura da Polícia Militar
Vídeo mostra momento em que criminosos atiram contra viatura da Polícia Militar (Reprodução/TV Jornal Interior)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) irá instaurar um procedimento para apurar a morte de oito suspeitos de integrar uma quadrilha de roubo a bancos durante uma operação da Polícia Militar na última terça-feira (2) em Barra de São Miguel (PB). Três deles teriam participado da morte de um policial militar.

O promotor de Justiça de Cabaceiras, Ernani Lucas Menezes, informou nesta quinta-feira (4) que entrou em contato com o comandante do Batalhão da PM de Barra de São Miguel para iniciar a apuração do caso.

A Promotoria de Justiça e o Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (NCap) irão fazer uma análise conjunta sobre as condições em que ocorreu a operação.

Soldado André Silva, 32 anos, foi morto durante troca de tiros com criminosos em Santa Cruz do Capibaribe
Soldado André Silva, 32 anos, foi morto durante troca de tiros com criminosos em Santa Cruz do Capibaribe
Reprodução/TV Jornal Interior

Entenda o caso

Os seis homens e as duas mulheres foram mortos durante operação da Polícia Militar de Pernambuco e da Paraíba em Barra de São Miguel. Entre eles estava um vereador do município pernambucano de Betânia, no Sertão.

Além da suspeita de integrar uma quadrilha de roubo a bancos, três dos mortos teriam participado de um assalto a uma casa lotérica e um mercadinho em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, que terminou com um soldado da PM morto e um sargento ferido gravemente. Um nono suspeito ainda está sendo procurado pela polícia.