menu

Julgamento de Lula Tôrres e Alberes Lopes é adiado

Os políticos estão sendo acusados de cometer infidelidade partidária ao trocar de partido

Presidente da Câmara de Vereadores, Lula Tôrres (PSDB) pode perder o mandato
Julgamento de cassação do mandato de Lula Tôrres foi adiado (Divulgação/Câmara Municipal de Caruaru)

Foi adiado o julgamento para cassação dos mandatos do vereador Lula Tôrres e de Alberes Lopes, vereador licenciado e atual secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação do Governo do Estado. O julgamento foi iniciado na tarde dessa segunda-feira (8). Segundo informações da assessoria do Tribunal Regional Eleitoral, o julgamento de Lula Tôrres foi adiado por causa da necessidade do depoimento de uma testemunha importante.

Já o julgamento do pedido de cassação do mandato do atual secretário do governo do estado, Alberes Lopes, foi adiado devido a um pedido do desembargador, que pediu um tempo para avaliar a situação. O julgamento dele deve ser retomado nesta terça-feira (9).

Os dois políticos estão sendo acusados de cometer infidelidade partidária ao trocar de partido. Em maio deste ano, o Ministério Público Eleitoral publicou um parecer sugerindo à Justiça Eleitoral a perda do mandato de Lula Tôrres. No ano de 2016, ele foi eleito vereador da cidade de Caruaru, no agreste pernambucano, com 3.367 votos pelo PDT, mas deixou a legenda em 2018 para se juntar ao PSDB. O partido teria aceitado a transferência, mas o suplente do vereador, Alecrim, entrou na Justiça. A transferência teria ocorrido fora do prazo, segundo o MPE.