menu

Terceirizados da Compesa realizam protesto em Caruaru

Empresa sempre atrasa os pagamentos e os funcionários ainda aguardam o pagamento referente ao mês de junho

Protesto é realizado em frente à Gerência de Negócios Regional Agreste Central
Protesto é realizado em frente à Gerência de Negócios Regional Agreste Central (Carolina Pinto/TV Jornal Interior)

Um grupo de funcionários da empresa Real Energy, terceirizada contratada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), realiza um protesto na manhã desta terça-feira (9) na Gerência de Negócios Regional Agreste Central, em Caruaru.

De acordo com os trabalhadores, a empresa sempre atrasa os pagamentos e os funcionários ainda aguardam o pagamento referente ao mês de junho. Alguns deles também não estão recebendo férias e horas extras.

Confira a reportagem do programa "Povo na TV", da TV Jornal Interior

Terceirizados da Compesa realizam protesto em Caruaru

Povo na TV
  • 09/07/2019 15:29
Um grupo de funcionários da empresa Real Energy, terceirizada contratada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), realiza um protesto na manhã desta terça-feira (9) na Gerência de Negócios Regional Agreste Central, em Caruaru. De acordo com os trabalhadores, a empresa sempre atrasa os pagamentos e os funcionários ainda aguardam o pagamento referente ao mês de junho. Alguns deles também não estão recebendo férias e horas extras. 1 minuto e 16 segundos

A Compesa teria um contrato de cinco anos com a Real Energy, e teria renovado por mais cinco. Os funcionários afirmaram ainda que a companhia repassou os valores para a empresa, que não passou aos funcionários.

Por meio de nota, a Compesa informou que não tem qualquer pendência financeira com a empresa terceirizada. A companhia disse ainda que ao tomar conhecimento da manifestação dos funcionários, a diretoria da Compesa já cobrou posicionamento da empresa contratada, que ficou de esclarecer a situação até o final desta tarde.

Funcionários da empresa Real Energy protestam por direitos trabalhistas
Funcionários da empresa Real Energy protestam por direitos trabalhistas
Carolina Pinto/TV Jornal Interior