menu

Aeroporto de Caruaru volta a funcionar, mas não opera voos comerciais

Empresários do polo têxtil estão reivindicando que novas obras sejam feitas

Pista do Aeroporto Oscar Laranjeira, em Caruaru, que ainda não opera com voos comerciais e não funciona à noite
Pista do Aeroporto Oscar Laranjeira, em Caruaru, que ainda não opera com voos comerciais e não funciona à noite (Reprodução/TV Jornal)

O Aeroporto Oscar Laranjeiras, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi reaberto em abril deste ano, após ficar sete meses fechado para reformas. No entanto, os serviços não foram totalmente concluídos. O aeródromo só pode receber aviões de pequeno porte e, por falta de iluminação na pista, não funciona à noite.

Os empresários do polo têxtil estão reivindicando que novas obras sejam feitas para que o espaço possa receber voos comerciais. Esta é uma das necessidades do setor que movimenta a economia de Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, o Polo de Confecções do Agreste.

Em parceria, empresários locais chegaram a fazer uma vaquinha e arrecadaram R$ 100 mil para reconstruir o muro do aeroporto. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) só liberou o aeroporto após a construção do muro. Anteriormente, sem ele, animais e motoristas invadiam a pista de aviação, o que apresenta um risco.

Setor têxtil reivindica voos comerciais no Aeroporto de Caruaru

Notícias da Manhã PE
  • 10/07/2019 10:17
O Aeroporto Oscar Laranjeiras, reaberto após reforma que durou sete meses, só opera com aviões de pequeno porte e apenas durante o dia 3 minutos e 21 segundos

Por não ter iluminação necessária para voos noturnos, o aeródromo só abre durante o dia. Refletores e postes não funcionam porque as lâmpadas foram quebradas ou roubadas.

O Polo de Confecções do Agreste possui mais de 6 mil trabalhadores e produz mais de 44 mil toneladas de produtos por ano. Cerca de R$ 4 bilhões circulam pelo polo. "Seria importantíssimo para a região que o aeroporto operasse com voos comerciais. Se a gente tivesse o acesso aqui na cidade de Caruaru seria muito mais interessante, gastaríamos menos tempo e evitaríamos trânsito", salientou o empresário Allan Carneiro.

Desenvolvimento da região

Além de impulsionar os negócios, o aeroporto operando de forma normal torna-se um instrumento importante para o desenvolvimento do Agreste. "Vai atender não só a Caruaru, mas sim a toda a região. Nós entramos no mapa nacional, porque atrai negócios, empresas, eventos", disse o presidente do Sindicato dos Lojistas, Manoel Santos.

Resposta do Governo

Em nota, o Governo do Estado, que administra o espaço, informou que representantes da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco estiveram em Brasília reunidos com a Infraero, a Anac e uma empresa de aviação comercial para discutir o desenvolvimento de um plano de melhorias na infraestrutura do aeroporto, que inclui o projeto para o novo terminal de passageiros, um estudo de demanda e um plano de operação. Uma vistoria técnica da Infraero vai ser agendada nos próximos dias para verificar as condições de operação do terminal de Caruaru e também de Serra Talhada, no Sertão do Estado.