Empresa de ônibus

Motorista que pediu emprego no semáforo em Caruaru recebe oportunidade

José Carlos passava o dia no cruzamento entre as ruas Capitão João Velho e Vigário Freire

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/07/2019 às 9:34
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O motorista José Carlos de Lira, que passou semanas pedindo emprego enquanto vendia água em um cruzamento no centro de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, conseguiu uma oportunidade em uma empresa de ônibus da cidade. Na semana passada, o NE10 Interior mostrou que José Carlos passava o dia no semáforo entre as ruas Capitão João Velho e Vigário Freire, trabalhando como vendedor ambulante e ao mesmo tempo pedindo um emprego com uma placa de isopor colada nas costas.

José Carlos descrevia as qualificações e pedia um emprego "com urgência". Ele tem cinco filhos para sustentar e passa por dificuldades há vários meses. "Tive essa ideia de vender água no sinal e não só vender água, mas sim trazer também trazer a público minha profissão, que está na verdade em jogo hoje. Eu preciso de um emprego para trazer uma melhor condição de vida para minha família", contou.

A ação chamou a atenção de uma empresa de ônibus da cidade, que o chamou para uma entrevista. "Estou ansioso, esperei muito por esse momento. Foram dias de luta lá no sinal, vendendo água, na expectativa que alguém pudesse ajudar", disse, esperançoso, enquanto aguardava ser recebido na empresa.

Seleção

A seleção conta com várias etapas, de acordo com a psicóloga organizacional Mônica Bispo. "A gente tem uma entrevista com nosso gestor, em seguida faz uma entrevista comigo, na qual a gente aborda questões específicas, testes voltados para língua portuguesa, matemática, já que ele usa um pouco disso no dia-a-dia, testes pscicológicos, de personalidade, para verificar também a atenção, e em seguida a gente dá uma devolutiva", detalha.

Em seguida, o motorista passa por um teste prático. O instrutor José Lenivaldo elogiou o candidato. "Tranquilo, mostrou muita segurança no volante, que é o que mais a gente precisa. Motorista tranquilo, calmo, sem pressa, firme, seguro no que está fazendo e graças a Deus teve um bom desempenho", avaliou.

Após os testes, o motorista passará por um treinamento nas linhas de ônibus e uma análise da documentação. Aprovado nesta etapa, será contratado e efetivado pela empresa, segundo o gerente de relacionamento, Gilson Paiva: "É um prazer estar dando a oportunidade a esse novo motorista que está chegando aí para contribuir com a gente".

Veja na reportagem do "TV Jornal Manhã", da TV Jornal Interior:

Mais Lidas