Precauções

Usuários podem tomar medidas para tentar evitar ataques hackers

Atualizar senhas com frequência e ter atenção no que é solicitado por aplicativos são dicas

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/07/2019 às 15:23
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Qualquer pessoa que usa redes sociais em computadores pessoais ou celulares está sob o risco de ser vítima de hackers, pessoas com conhecimentos avançados em informática que podem ter acesso a dados. Ninguém está protegido, nem mesmo membros do alto escalão do Governo Federal. Investigações apontam que ministros como o da Justiça, Sérgio Moro, e o da Economia, Paulo Guedes, foram vítimas de invasões. Até o próprio presidente Jair Bolsonaro teria tido o celular invadido.

De acordo com o estudante de sistema de informação Eduardo Marinho, algumas medidas podem ser tomadas pelo usuário para tentar evitar estas invasões, como fazer backup dos arquivos, suspeitar de sites com benefícios gratuitos, ter um anti-vírus instalado e fazer atualizações com frequência, inclusive de senhas. "As redes sociais têm o sistema de segurança delas. Para entrar no servidor da rede é muito difícil, mas se você consegue entrar no celular daquela pessoa, fica muito mais fácil fingir que é aquela pessoa", explica.

O diretor de tecnologia Ascânio França relata que os casos são registrados com frequência. "A gente já teve pessoas que pagaram fortunas para ter dados de volta, principalmente empresas. Às vezes tem um livro de caixa roubado, um servidor roubado, folha de pagamento dos funcionários sequestrada e tem que pagar resgate", relata.

Os cuidados devem começar a partir de que começar criar conta. O estudante João Victor costuma tomar essas precauções. "Eu busco sempre tentar proteger mais minhas informações, o que eles estão pedindo quando vou instalar aplicativos, se eu ver que não tem a necessidade daquilo, eu nego e às vezes não instalo o aplicativo", conta.

Mais Lidas