Fatalidade

Corpos das vítimas do deslizamento em Abreu e Lima serão sepultados nesta sexta

Parentes estão abalados e não conseguem acreditar que a tragédia tenha acontecido

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 26/07/2019 às 9:12
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Os corpos das quatro vítimas de deslizamento de barreira em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR), chegaram em Camocim de São Félix, no agreste pernambucano nessa quinta-feira (25). Todos são da mesma família. Amigos e vizinhos foram até a casa dos parentes para consolar os parentes das vítimas.

O pai, Silvano da Silva, de 49 anos, e os filhos Luis Henrique, de 15 anos, Mariana da Silva, de 18 anos e Maria Eduarda, de 21 anos, que estava grávida de oito meses, morreram na última quarta-feira após um barreira deslizar e cair em cima da casa da família no bairro de Caetés, em Abreu e Lima.

Na residência também estava Ariana da Silva, de 39 anos, esposa de Silvano e mãe das outras três vítimas . Ela sobreviveu e está internada em estado grave no Hospital Miguel Arraes, em Paulista, também na RMR.

A mãe e avó das vítimas, Helena dos Santos, que mora em Camocim, ainda está muito abalada e não acredita que a tragédia tenha acontecido. "Foi triste para toda a família. Mas nós vamos viver, com fé em Deus, e pedir forças para viver", conta ela. De acordo com Helena, o filho e os netos saíram da cidade há mais de dez anos em busca de uma vida melhor. Eles venderam uma casa em Camocim de São Félix e compraram a que acabou ficando destruída no acidente.

Os corpos saíram do Instituto Médico Legal (IML) em Recife na quinta-feira e foram levados para a Igreja do Cruzeiro, onde serão velados. O enterro está marcado para a manhã desta sexta-feira (26).

Veja a reportagem:

Mais Lidas