menu

Fazendeiro condenado por mandar matar promotor de Itaíba é recapturado

Ele havia fugido da Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, em fevereiro

José Maria estava foragido desde fevereiro deste ano
José Maria estava foragido desde fevereiro deste ano (Ricardo Labastier/Acervo JC Imagem)

O suspeito de ser o mandante do crime contra o promotor do Minitério Público de Pernambuco (MPPE) Thiago Faria Soares, que atuava em Itaíba, no Agreste de Pernambuco, José Maria Rosendo, foi recapturado na manhã desta segunda-feira (29).

José Maria havia fugido da Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, no Grande Recife, durante uma fuga que deixou um policial morto em fevereiro deste ano. Outros seis detentos fugiram.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão foi feita em conjunto com autoridades do Mato Grosso do Sul, na cidade de Corumbá, que faz fronteira com a Bolívia. "Zé Maria de Mané Pedro", como é conhecido, foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. Ele é fazendeiro e teria encomendado o crime por causa de disputa por terras na região.

Relembre o caso

O promotor de Justiça de Itaíba Thiago Faria foi morto em 14 de outubro de 2013, a tiros de espingarda calibre 12, enquanto seguia de carro para Itaíba, cidade no Agreste de Pernambuco, pela rodovia PE-300.

Thiago Faria estava acompanhado da então noiva, Mysheva Freire Ferrão, e de um tio dela, quando outro veículo se aproximou e efetuou os disparos. Os passageiros conseguiram escapar. Já o promotor não resistiu e faleceu.

Acusados condenados

Além de José Maria Rosendo, foram condenados no caso do promotor de Itaíba José Maria Domingos Cavalcante (19 anos de prisão) e José Marisvaldo Vitor da Silva (40 anos e oito meses de prisão). O quarto réu, Adeildo dos Santos, foi inocentado pelo júri e absolvido das acusações.