Despesas maiores

TCE recomenda que Câmara de Catende rejeite contas do prefeito

Sob a relatoria do conselheiro Dirceu Rodolfo, voto foi aprovado por unanimidade

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 30/07/2019 às 9:14
NOTÍCIA
Cortesia
FOTO: Cortesia
Leitura:

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu parecer prévio recomendando à Câmara Municipal de Catende, na Mata Sul de Pernambuco, que rejeite as contas do prefeito Josibias Cavalcanti, referentes ao exercício financeiro de 2017. O voto, sob a relatoria do conselheiro Dirceu Rodolfo, foi aprovado por unanimidade.

De acordo com o TCE, a gestão de Catende atingiu, à época, um déficit de R$ 1.356.339,69, quando o município realizou despesas em volume superior à arrecadação de receitas. O tribunal informou ainda que deixaram de ser recolhidas contribuições no valor de R$ 6.288.655,05 do Regime Geral de Previdência Social.

Além disto, foram constatados pelo relatório de auditoria a reincidência na extrapolação do limite de despesa total com pessoal previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (54%) e o nível "Crítico" de transparência, de acordo com o Índice de Transparência dos Municípios de Pernambuco (ITMPE).

Recomendações

O relator Dirceu Rodolfo determinou que sejam adotados mecanismos de controle que permitam acompanhar as despesas com pessoal permanente para evitar extrapolação; atendidas todas as exigências presentes na legislação com relação ao nível de Transparência do Município; e repassadas as contribuições previdenciárias para o RGPS de forma tempestiva, nos termos da legislação, evitando a formação de passivos para os futuros gestores.

Mais Lidas