Assalto

Motorista de app e mulheres são detidos suspeitos de roubar Correios de Bom Jardim

Outros suspeitos fugiram ao perceber que pneu de carro estourou

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/08/2019 às 12:37
NOTÍCIA
Divulgação/Polícia Federal
FOTO: Divulgação/Polícia Federal
Leitura:

Um motorista de aplicativo e duas mulheres foram detidos suspeitos de participar de um assalto contra a agência dos Correios de Bom Jardim, no Agreste de Pernambuco, na última quinta-feira (1º). De acordo com a Polícia Federal, a investida durou cerca de dois minutos e contou com a participação direta de pelo menos quatro pessoas, sendo três armadas com revólveres calibre 38 dentro da agência e uma do lado de fora para dar fuga aos suspeitos.

De acordo com a PF, na ação um dos suspeitos se aproximou do vigilante e roubou a arma dele, enquanto o segundo suspeito foi até o caixa e apontou a arma para os funcionários, pedindo o dinheiro. O terceiro envolvido ficou dando cobertura e acompanhando a movimentação na entrada do estabelecimento. Os homens roubaram uma quantia em dinheiro não divulgada e fugiram.

O motorista Fabiano da Silva Nascimento, 26 anos, uma agricultora de 22 e uma jovem de 19 foram detidos pouco após o crime. O homem estava em um carro no distrito de Barra da Onça, no caminho para Surubim. Ele estava trocando o pneu dianteiro e revelou que levava os integrantes da quadrilha. Os três homens que estavam no carro fugiram ao perceber que o pneu havia estourado. A Polícia Militar fez buscas na área, mas não conseguiu localizá-los.

A PF informou que uma das mulheres detidas é companheira de um presidiário, e teria cedido a casa dela em Surubim para que os suspeitos se hospedassem um dia antes do assalto. Já a outra mulher seria administradora de um prostíbulo e receberia uma quantia em dinheiro para avisar quando a polícia passasse em frente ao local, que fica na rota de fuga utilizada pelos homens.

Investigações

A Polícia Federal esteve na agência e começou a ouvir testemunhas para o inquérito policial. Qualquer informação pode ser repassada de forma anônima através dos números (81) 3421.9595 e (81) 3719.4545. A polícia informou que a agência não tem porta detectora de metais, mas tem câmeras de circuito interno, aparelho de retardo no cofre, que só abre em horário pré-programado, vigilante e anteparo blindado.

Os suspeitos foram levados para a Superintendência da Polícia Federal no Recife e autuados em flagrante por roubo com concussão de duas ou mais pessoas com emprego de arma de fogo. Caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de quatro a 10 anos de reclusão. Eles passaram por audiência de custódia, na qual as mulheres foram soltas para responder em liberdade. Já o homem foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Mais Lidas