Investigação

Pais são suspeitos de matar menino de 4 anos em Arcoverde

Corpo da criança foi encontrado em um matagal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/08/2019 às 8:24
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Um menino de quatro anos foi encontrado morto em um matagal durante esse fim de semana na cidade de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos de cometer o crime são os pais da vítima, que foram presos. A criança desapareceu na última sexta-feira (2) e o corpo foi localizado na tarde do sábado (3).

Os moradores do bairro em que o menino moravam sempre ajudavam a criança, que costumava pedir moedas ou comida para quem passava. "Quem passava por aqui, ele sempre pedia uma moeda, um pão. Ele vinha no salão, quando chegava que eu estava cortando, ele pedia uma moeda, todo mundo ajudava ele. Cesta básica, o pessoal sempre ajudou ele", contou um morador da região.

Outra vizinha divulgou a foto do menino nas redes sociais e participou da mobilização que o procurou na comunidade. "A gente se sensibilizou pela noite quando postaram a foto dele, como ele estava desaparecido e a mãe estava desesperada querendo procurar o garoto, a gente resolveu se juntar e procurar ele pelo residencial, incluindo a mata", relatou.

Após a localização do corpo, a Polícia Civil fez investigações e decidiu autuar os pais da criança. Moradores contaram que a mãe do menino estava junto com o grupo que procurava a criança, mas não demonstrava estar abalada, o que gerou estranheza.

De acordo com o delegado Israel Rubis, foram realizadas investigações aprofundadas em parceria com a unidade regional de Polícia Científica. "Não restou outra situação a não ser autuá-los [os pais] por homicídio qualificado, o pai por ser o autor, e a mãe pela omissão penalmente relevante", explicou.

Segundo o delegado, a mãe deu um depoimento com algumas contradições, mas contou tudo o que aconteceu: "Ela disse que o pai agrediu essa criança, espancou no interior da residência, asfixiou e jogou essa criança no mato. Um crime que chocou Arcoverde", pontuou.

Mais Lidas