menu

Sem reajuste salarial, professores de Limoeiro decidem por paralisação

Profissionais fizeram reunião na semana passada para definir medidas adotadas pela categoria

Professores fazem mobilização em Limoeiro
Professores fazem mobilização em Limoeiro (Divulgação/Sindicato dos Professores)

Um grupo de professores da rede municipal de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, decidiu, por unanimidade, aderir ao movimento de paralisação de seis dias programado para a primeira semana do mês de setembro. Os profissionais estiveram reunidos com o Sindicato dos Professores Públicos Municipais (SINDPROFM) na Câmara Municipal de Vereadores, na manhã da última quinta-feira (8), para definir as medidas que serão adotadas pela categoria.

Em entrevista concedida à Rádio Jornal Limoeiro, a presidente do SINDPROFM, Mercês Silveira, disse que a prefeitura não atendeu a pauta relativa ao salário dos professores que vem sendo debatida desde o mês de janeiro deste ano. Em ofício encaminhado ao secretário de Educação e Esportes de Limoeiro, Luiz Gonzaga, a presidente informou as medidas adotadas em prol do reajuste salarial. Ela também anexou a ata com os nomes dos professores presentes na assembleia.

No período de 2 a 7 de setembro, os professores, no turno da manhã, estarão em sala de aula até às 10h. Após a merenda escolar, os educadores deixarão as salas de aula para participar de manifestações em vários pontos da cidade. No período da tarde, as aulas ocorrerão até as 15h. Entramos em contato com a secretaria executiva de Imprensa e Comunicação da prefeitura de Limoeiro, para saber o posicionamento da gestão municipal sobre a paralisação, mas não tivemos retorno.

Confira o cronograma das manifestações dos professores:

02/09 – Sinal da Ponte Velha
03/09 – Terminal Rodoviário (Imediações)
04/09 – Trevo (Entrada da Cidade)
05/09 – Ponte Nova (Próximo ao Hiper Cordeiro)
06/09 – Avenida Santo Antônio (Próximo a Primor)
07/09 – Desfile Cívico de 7 de Setembro