Morte

Morre mulher espancada durante assalto em Cupira, no agreste

Marido da vítima também morreu

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 29/08/2019 às 9:31
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

A esposa do homem que foi morto após sofrer um espancamento na última quinta-feira (22) em Cupira, no agreste, morreu na manhã desta quinta-feira (29). Maria Auxiliadora de Paiva, de 59 anos, também havia sido gravemente espancada dentro da casa em que moravam. Ela estava internada no Hospital da Restauração, no Recife.

A filha da mulher disse que a informação da morte chegou por volta das 7h. Ela conseguiu conversar com a mãe dias antes. "Cheguei a conversar com ela, pedir a benção à ela. Ela perguntou pelo marido, mas a gente não podia dizer a ela que ele tinha morrido", contou.

A filha da vítima tem esperanças de que os suspeitos de terem espancado a mãe dela e o padrasto sejam presos: "Tenho fé em Deus que a justiça será feita", declarou.

O sepultamento de Maria Auxiliadora será feito em Cupira, segundo informações da filha.

Relembre o caso

O assalto seguido de homicídio e tentativa de homicídio aconteceu na última quinta-feira (22) no bairro Morada Nova, em Cupira. De acordo com a polícia, José Aparecido da Silva, 58 anos, Maria Auxiliadora de Paiva, 59, e o filho do casal, de 33, foram vítimas de agressões. José Aparecido não resistiu e faleceu. Maria Auxiliadora ficou internada e faleceu nesta quinta-feira.

O filho do casal tem deficiência mental e não conseguiu pedir ajuda. Os policiais verificaram que a porta da frente da residência estava arrombada e uma televisão havia sido levada. A polícia acredita que as agressões possam ter sido feitas com uma barra de madeira.

Mais Lidas