Prisão

Suspeito de envolvimento na morte do advogado André Ambrósio é preso

Segundo a polícia, ele teria dirigido o carro que levou embora o autor do crime

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 09/09/2019 às 11:50
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

Foi preso nesta segunda-feira (9) um homem suspeito de ter envolvimento na morte do advogado André Ambrósio, assassinado em 12 de julho de 2018 em frente à filha em Caruaru. A prisão foi feita pela Polícia Militar e Civil de Lajedo, no agreste pernambucano, e outras três pessoas também foram detidas.

A polícia recebeu a informação de que um homem estava em atitude suspeita e possivelmente armado em um posto de combustíveis. Eles foram até o local, realizaram a abordagem e confirmaram a situação. Segundo a polícia, o suspeito era fugitivo do Centro de Ressocialização do Agreste (CRA) e estava com uma pistola, carregador e dez munições.

O suspeito informou aos policiais que iria entregar os outros integrantes da suposta associação criminosa. A polícia localizou os outros três suspeitos, dentre eles o suspeito de envolvimento na morte do advogado André Ambrósio. De acordo com a polícia, ele teria dirigido o carro que levou embora o autor do crime.

Parte do material apreendido
Parte do material apreendido
Polícia Civil/Polícia Militar/Divulgação

Com o grupo foram apreendidos uma pistola, um carregador, dez munições intactas, dois jogos remarcadores de chassi, três celulares, R$ 3.172,00 em espécie e dois veículos.

Relembre o caso

O advogado trabalhista André Ambrósio Ribeiro Pessoa, 46 anos, foi morto no loteamento Itamaraty, em frente à casa da ex-esposa, onde deixaria a filha após um passeio, no dia 12 de julho de 2018. A criança e a babá presenciaram o assassinato. O suspeito de ser o executor do crime teria anunciado um assalto e depois atirado na cabeça do advogado. Em seguida, fugiu sem levar nada.

Vídeos de câmeras de segurança flagraram o crime e a fuga dele, em um carro em que outros homens estavam. O carro utilizado no crime foi encontrado carbonizado na mesma semana.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o assassinato teve a participação de cinco pessoas; duas delas presas durante a operação "Patronus", da Polícia Civil, em outubro do ano passado. Os mandantes teriam sido a ex-esposa e o ex-cunhado do advogado, mãe e tio da criança.

Notícias policiais da TV Jornal Interior

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal Interior.

Mais Lidas