Remuneração

Procurador reclama de salário de R$ 24 mil e questionamento repercute nas rede sociais

O áudio foi gravado durante uma reunião realizada no mês de agosto

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 10/09/2019 às 15:19
NOTÍCIA
Reprodução/Google Street View
FOTO: Reprodução/Google Street View
Leitura:

Um questionamento inusitado tomou conta das redes sociais nessa segunda-feira (9). Em áudio divulgado por uma rádio, o procurador Leonardo Azeredo dos Santos reclamou do salário de R$ 24 mil que recebe. Na gravação, o procurador se refere ao valor como um "miserê".

O áudio foi gravado durante uma reunião realizada no mês de agosto para a discussão do orçamento de 2020 do Ministério Público de Minas Gerais. Na ocasião, Leonardo questionou se o salário iria aumentar no próximo ano. "O que de fato nós vamos fazer para melhorar a nossa remuneração? Ou nós vamos ficar quietos?", questiona.

O procurador ainda persiste no assunto e afirma que está com padrão de vida mais baixo por causa do salário, que não aumenta. De acordo com informações do Portal da Transparência, Leonardo recebe um valor bruto de R$ 35,462,22. Entretanto, com descontos o valor cai para cerca de R$ 24 mil. De Janeiro a julho, indenizações e outros rendimentos na folha somam valores que passam dos R$ 20 mil. Em junho, o valor líquido do salário do procurador chegou a R$ 50.104,64 por causa de indenizações e outras verbas.

O que dizem os citados

O procurador não se manifestou sobre o áudio que viralizou nas redes sociais e chamou a atenção dos internautas.

Já o Ministério Público de Minas Gerais, entretanto, divulgou uima nota afirmando que não há nenhum projeto em andamento sobre adoção de benefícios pecuniários para a carreira de procurtadores e promotores de Justiça por conta da crise financeira que vive o Estado. O MP ainda informou que vem tomando as medidas cabíveis para reduzir todos os gastos, especialmente aqueles realizados com folhe de pessoal, visando mantê-los dentro limite legal de 2% da Receita Corrente Líquida.

Internautas

O assunto repercutiu nas redes sociais. Os internautas comentaram o caso em tom de revolta, ironia e descontração.

Confira

 
 
 
 

Mais Lidas