INSS

Pedidos de licença maternidade estão atrasados em Caruaru

Filho de microempreendedora já tem três meses e ela ainda não recebe o benefício

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 13/09/2019 às 20:06
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Alguns pedidos de licença maternidade junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão atrasados em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. É o caso da microempreendedora Adyna Cabral. Um mês antes de dar à luz ao filho, reuniu a documentação e deu entrada no pedido para receber o salário maternidade. Atualmente, o bebê Louis tem três meses e o benefício ainda não saiu.

"Já liguei várias vezes para saber, e a última vez foi minha mãe que ligou e informaram que a demanda era muito grande e por isso a demora. Mas informaram de 30 a 60 dias para o recebimento. Já faz três a quatro meses que vai fazer que estou aguardando, e até agora nada", lamentou.

Desempregado, o marido dela, o autônomo Lucas Fabiano Vicente, tem feito "bicos" para conseguir pagar as despesas. "Tem todo esse custo, né, e como eu não estou trabalhando agora, o que eu trabalho, o pouco que eu faço, é para botar para eles dentro de casa", contou.

O INSS tem o prazo legal de 60 dias para conceder o benefício. De acordo com a advogada Laísa Oliveira, a mãe tem que cumprir a carência mínima de 10 meses. Depois disto, 28 dias antes do parto, de posse com a comprovação do laudo médico, ou do nascimento da criança em posse da certidão de nascimento e os documentos pessoas dela e de contribuição também, já pode requerer o salário-maternidade.

Por meio de nota, o INSS informou que tomou ciência das denúncias e está analisando os casos junto às áreas técnicas responsáveis. Assim que a análise for concluída, o órgão deverá prestar mais esclarecimentos.

Mais Lidas