Internacional

Ao limpar garagem, esposa de médico encontra mais de 2 mil fetos humanos preservados

O médico, conhecido como Ulrich Klopfer, trabalhou por décadas realizando abortos no estado da indiana

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 17/09/2019 às 15:02
NOTÍCIA
Foto: South Bend Tribune
FOTO: Foto: South Bend Tribune
Leitura:

As autoridades do estado de Illinois, nos Estados Unidos da América (EUA), realizaram uma apreensão inusitada na última sexta-feira (13). Após investigações, 2246 fetos humanos totalmente preservados foram encontrados na casa de um médico na cidade de Crete, localizada a cerca de 55km do município de Chicago.

O médico, conhecido como Ulrich Klopfer, trabalhou por décadas realizando abortos no estado da indiana, vizinho ao Illinois. O profissional trabalhava em clínicas de três cidades na região. Ulrich faleceu no dia 3 de setembro e os fetos foram encontrados pela esposa dele, enquanto limpava a garagem da residência. De acordo com o Jornal americano "Chicago Tribune", a mulher não sabe porque o marido manteve o material.

Uma investigação foi aberta para analisar as circunstâncias na qual o material foi encontrado e se houve ilegalidade no transporte entre os estados. O aborto em si não é questionado pela Polícia porque o procedimento é legal nos EUA desde 1973.  Os fetos estão sob a guarda do legista do condado. Material encontrado pela esposa de Ultirch Klopfer ocupava a garagem do chão ao teto. O local não era utilizado pela família do médico.

Cassado

Klopfer não podia praticar medicina desde o ano de 2016. A carreira do médico, lotada por polêmicas, foi analisada por especialistas que concluíram que ele havia cometido diversas violações ao código de ética da profissão. Entre as supostas violações cometidas por Ulrich, estava uma falha em garantir a presença de pessoal qualificado enquanto as suas pacientes recebiam ou se recuperavam de medicamentos dados durante os procedimentos de aborto.

Mais Lidas