Cultura

Pedagoga caruaruense lança livro sobre educação no ensino fundamental em Jaboatão

Obra será lançada no evento Aldeia Yapotan

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 26/09/2019 às 14:06
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

A atriz, pedagoga e Mestre em educação contemporânea pela UFPE, Maria Alves, lança no próximo domingo (29) o livro "Arte e Seu Ensino: sentidos atribuídos pelas vozes das crianças nos anos iniciais do ensino fundamental". A obra será lançada pelo Sesc Pernambuco na quinta edição do Aldeia Yapoatan.

O lançamento do livro está na “Overdoze”, parte do evento na qual são realizadas 12 horas de programação initerruptas, às 19 horas do dia 29, no Cine Teatro Samuel Campelo. O local fica na Praça Nossa Sra. do Rosário, no centro de Jaboatão dos Guararapes. Toda a programação do projeto é gratuita.

A obra ainda não possui data de lançamento em Caruaru. Entretanto, Maria Alves já promete que o livro vai chegar ao Agreste de Pernambuco em 2020.

Em entrevista ao Portal NE10 Interior, a autora e pesquisadora contou sobre o processo de produção da obra. Segundo Maria Alves, o livro não é só sobre as crianças, mas apresenta todo um olhar dentro da sociologia infantil. "O livro é o resultado de uma dissertação de mestrado, que foi feita em cima da pesquisa com criança, não só sobre criança, mas pesquisa com crianças, na perspectiva da sociologia da infância e da filosofia da infância. Eu investiguei, procurei ver com as crianças o que elas pensam, o que elas dizem sobre arte, sobre ensino de arte, a pesquisa foi realizada no Alto do Moura, com 33 crianças da comunidade e o resultado foi esse", explica.

De acordo com Maria Alves, é comum sempre pensar pelo lado do professor de arte, entretanto, poucos observam o lado das crianças no processo de aprendizagem. Para ela, o lado infantil é mais importante de ser avaliado nesse contexto. "Essa pesquisa tem como objetivo principal dar visibilidade as vozes das crianças, acho que o grande ganho da obra é esse, vez e voz as crianças sobre o que é arte para elas, isso é muito importante, ouvir essas crianças pensantes, falantes e críticas", comenta.

Maria Alves pede ainda que os leitores do livro olhem a arte e o ensino dela com outros olhares. Segundo a autora, ser mais sensível, crítico e pensante sobre essas áreas do conhecimento é importante para a formação humana. "Elas tem muito pra nos dizer e muitas vezes a gente desconsidera o que elas falam, não escutam, elas merecem e necessitam serem ouvidas", diz.

Aldeia Yapoatan

O projeto recebe mais de quarenta atividades culturais, que serão realizadas em diversos espaços da cidade. Realizado entre os dias 12 e 29 de Setembro, o evento tem a expectativa de receber aproximadamente 15 mil pessoas.

Mais Lidas