Segurança Legal IV

PF investiga empresas clandestinas de segurança privada em todo o país

Em Pernambuco, empresas das cidades de Paulista, Recife e Garanhuns são alvos da ação

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 30/09/2019 às 11:05
NOTÍCIA
Divulgação/Polícia Federal
FOTO: Divulgação/Polícia Federal
Leitura:

Uma operação de combate a atividades clandestinas de segurança privada foi deflagrada pela Polícia Federal (PF). Batizada de "Segurança Legal IV", a ação é realizada em todo o Brasil desde a quinta-feira (26), entretanto detalhes só foram divulgados pela PF nesta segunda-feira (30). Entre as irregularidades investigadas durante a ação, o porte ilegal de arma de fogo aparece entre os crimes repreendidos.

No estado de Pernambuco, a Superintendência Regional da PF comandou a ação junto com a Delegacia da PF em Caruaru. Empresas das cidades do Recife e Paulista, na região metropolitana da capital e em Garanhuns, no Agreste do estado estão entre as investigadas. Ao todo, 318 estabelecimento são fiscalizados pelos policiais federais.

Em Garanhuns, um homem foi preso em flagrante por atuar irregularmente como vigilante. O suspeito foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Além disso, dois postos de vigilância clandestinos, um em uma escola, outro em uma farmária, foram desativados.

Já no Recife, a PF cancelou o registro de uma empresa. Em paulista, políciais notificaram o encerramento de atividades de duas empresas.

Segurança só com autorização

A PF alerta que corporações que realizam a atividade de segurança privada, com ou sem armas, precisam obter autorização para isso.

Além da autorização, os vigilantes precisam se capacitar através de um curso de formação para exercer a profissão. Um curso de reciclagem precisa ser feito cada dois anos. Tudo sob fiscalização da PF.

Mais Lidas