menu

MPPE pede suspensão de transferência de delegado de Arcoverde

Retirada de delegado da cidade causou protestos da população arcoverdense

MPPE
MPPE pede suspensão de remoção do delegado de Arcoverde (Google Street View/Blog de Jamildo)

O Ministério Público de Pernambuco entrou na Justiça nessa quarta-feira (2) contra o Estado de Pernambuco para conseguir uma liminar para suspender a retirada do delegado de Israel Rubis de Arcoverde, no sertão pernambucano.

Foi publicado um Boletim da Secretaria de Defesa Social no dia 28 de setembro pedindo a remoção do delegado para que ele se apresentasse no novo local designado nos próximos dias. O fato gerou insatisfação nos arcoverdenses, os quais se manifestaram pelas ruas da cidade.

Desde sua chegada na chefia da Delegacia Seccional de Arcoverde, em maio de 2018, Israel Rubis foi responsável pela realização de diversas Operações de Intervenção Tática, como São João Seguro, Inocência, Boas Festas e Shotgun, em 2018 e Cruzeiro de Sangue, Carnaval Seguro, Pacificação, Vigiar e Punir, em 2019. Além disso, também foi responsável pelas Operações de Intervenção Qualificada: Entrega Cancelada, Pharmacum; Heródes e Repressão, em 2018; e Asfixia, Narcos e Moxotó.

“O atendimento do interesse público reflete-se na ampla adesão aos movimentos sociais em prol da permanência do Delegado em Arcoverde. A própria população tem manifestado o interesse na permanência da referida autoridade policial porque sente, de fato, a melhora na segurança pública em Arcoverde e região”, afirmou o promotor de Justiça Bruno Miquelão Gottardi.

O promotor de Justiça explicou que não havia base para a remoção de Israel Rubis, e que ela poderia causar prejuízo ao trabalho da Polícia Civil na localidade. Ele instaurou um ofício para apurar a veracidade da remoção e suas eventuais razões.