Momento fofura

Projeto social de padre cuida de animais abandonados em Gravatá

Paróquia tem até bebedouro e comedouro para os bichinhos abandonados

Antonio Virginio Neto
Antonio Virginio Neto
Publicado em 08/10/2019 às 17:21
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

O cuidado com os animais em situação de rua é um dos assuntos mais comentados entre aqueles que veem nos bichinhos companheiros para a vida toda. Na paróquia de Santana, em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, um padre levou o amor aos animais a um novo patamar e incorporou os cuidados com os bichos na rotina da igreja.

De longe, já é possível perceber os comedouros e bebedouros para animais abandonados colocados na lateral da paróquia. O Padre João Paulo disponibiliza água e ração 24h por dia através de doações. O trabalho vem sendo feito há seis anos, desde que chegou à cidade.

Para o padre João Paulo, os animais o escolheram. "Não foi nada programado, nada projetado. Entretanto, diante da necessidade, de casos gritantes de abandono e maus tratos, a gente não poderia simplesmente ficar vendo. É necessário provar compaixão e fazer alguma coisa pelos animais", comenta.

O padre tem a ajuda da veterinária Claudia Fernanda, assim como alguns voluntários engajados no projeto. O resgate é feito e alguns cuidados como castração e vacinação são realizados em uma clínica. Após o tratamento, os animais são disponibilizados para adoção responsável.

Entre os animais resgatados está o Sansão, um cachorro vira-lata que está sendo acompanhado pela equipe do projeto. De acordo com o Padre João Paulo, o bichinho está lá há quase um mês. "Ajudamos todos os dias a devolver vida, oportunidade e esperança à Sansão. Se cada um fizer um pouquinho poderemos ajudar o nosso planeta e à todos os animais que precisam", completa.

Benção especial

Na cidade também é realizada a benção dos animais, um momento com a duração de 30 minutos no qual os bichinhos recebem a benção do padre. A ideia é que o momento seja breve para não estressar os bichos.

Confira na reportagem do programa "O POVO NA TV", da TV Jornal Interior

Mais Lidas