menu

Luciano Bivar é alvo de busca e apreensão em caso de laranjas do PSL

Ação acontece em endereços ligados ao Presidente do PSL

Luciano Bivar
Ação acontece em endereços ligados ao Presidente do PSL (Marcelo Camargo/ABr)

O deputado federal e presidente nacional do Partido Social Liberal (PSL) Luciano Bivar, é alvo de mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal (PF) na manhã desta terça-feira (15). A operação acontece nos endereços ligados ao parlamentar. Segundo informações da PF, as investigações fazem parte da denúncia sobre um suposto esquema de candidaturas de laranjas do PSL.

Ao todo, estão sendo cumpridos nove mandados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). Além da ação, a operação acontece para apurar crimes eleitorais e associação criminosa. Segundo as investigações, líderes do PSL teriam ocultado movimentações de recursos financeiros oriundos do fundo partidário.

O esquema estaria ligado a candidatura de mulheres, segundo a PF. Os mandados devem apurar uma suposta burla ao emprego dos recursos, que conforme lei, devem ser empregados a campanha de candidatas do sexo feminino. A lei pede que 30% dos recursos sejam destinados para essa causa.

Essas ações ficaram conhecidas na mídia como "laranjal do PSL" e vieram ao público após uma série de reportagens do jornal Folha de S. Paulo.

Operação Guinhol

A operação Guinhol recebe seu nome em referência a um personagem do teatro de fantoches, criado no século 19 no teatro. Servidno como uma espécie de marionete, o intérprete faz referência à possibilidade de que as candidatas tenham sido usadas para movimentar um certo dinheiro no partido.