Peste suína

Adagro-PE intensifica fiscalização na divisa com Alagoas por surto da peste suína

Estado de Alagoas vive surto da doença

Levi Xavier
Levi Xavier
Publicado em 16/10/2019 às 17:17
NOTÍCIA
Reprodução/Por Dentro
FOTO: Reprodução/Por Dentro
Leitura:

Nesta semana, a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) está intensificando a realização de fiscalizações de animais na divisa de Pernambuco e Alagoas por causa do surto da peste suína identificada no Estado vizinho. De acordo com a Adagro, a entrada de suínos vindo de Alagoas está proibida.

Segundo o gerente regional da Adagro, Luiz Carlos, essa medida visa proteger o rebanho de Pernambuco, que é de mais de 700 mil animais. "Somos vigilantes quanto a isso para que a doença não afete o nosso Estado", disse.

Nos pontos de comercialização de carnes são vendidos diversos tipos de produtos do gênero. Na Feira de Gado de Caruaru, a carne suína é vendida e garantida, segundo os vendedores.

Para o comerciante Francisco Tenório, apesar do medo dos consumidores, o risco de atingir o rebanho da região é pequeno. "Comercializamos esse tipo de carne de várias cidades do agreste, Bonito, Venturosa e Passira. São localidades muito saudáveis. Compramos mercadorias selecionadas e de qualidade", comentou.

A doença da peste suína não traz problema para os humanos que consomem. Mas o animal que estiver com ela deve ser sacrificado.

Comércio animal

O proprietário de todo animal precisa estar com a Guia de Trânsito Animal (GTA) regulamentada para poder comercializar nas feiras livres.

Confira na reportagem do "Por Dentro" da TV Jornal interior

Mais Lidas