Meio Ambiente

Chegada de manchas de óleo em Maragogi preocupa prefeito Sérgio Lira

Prefeito diz que está sendo realizada forte mobilização para limpar praias da região

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 17/10/2019 às 11:57
NOTÍCIA
Adema/Governo de Sergipe
FOTO: Adema/Governo de Sergipe
Leitura:

As manchas de óleo que estão afetando as praias da região Nordeste chegaram em Maragogi, no estado de Alagoas, nessa quarta-feira (16). Nesse mesmo dia, as manchas de óleo também chegaram em Japaratinga, no litoral norte do estado.

Em entrevista à Rádio Jornal Caruaru, o prefeito de Maragogi, Sérgio Lira (PP), falou sobre a situação das manchas de óleo no estado e lamentou a situação. "Quarta (16) à noite o óleo chegou à Maragogi e atingiu quase todas as praias, exceto Peroba", explicou. Ele ainda afirmou que está ajudando o prefeito de Japaratinga com caçambas e máquinas para minizar o impacto do óleo no local.

De acordo com Sérgio Lira, está sendo realizada uma forte mobilização para limpar o óleo das praias de Maragogi. "Temos mais de 200 voluntários. Nós temos limpado (o óleo) rapidamente. Quando a maré enche, o óleo fica na areia e nós tiramos. Damos destino correto através de uma empresa contratada pelo governo do estado e o lixo é levado até o Centro de Tratamento de Resíduos (CTR)", completou.

O prefeito ainda avalia os prejuízos para o turismo na região, já que, devido às manchas, muitas pessoas deixam de visitar as praias: "Nós tivemos várias desistências na hotelaria. O fluxo de turistas diminuiu na região". O gestor espera que a situação seja resolvida dentro de três a cinco dias e pede que as pessoas continuem ajudando a manter as praias limpas.

Ouça a entrevista completa:

Sobre as manchas

Manchas de petróleo tem surgido em praias do Nordeste e impressionado turistas em pelo menos 109 locais. O caso vem acontecendo desde o início de setembro e a substância tem sido avistada em pelo menos nove estados da região. A única exceção é o estado da Bahia. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a substância é hidrocarboneto, derivado de petróleo.

Em Pernambuco, as manchas foram avistadas nas praias de Boa viagem, no Recife; Candeias, em Jaboatão dos Guararapes; Gamboa, em Ipojuca; Del Chifre, em Olinda; Ilha de Cocaia e Paiva, em Cabo de Santo Agostinho; Carneiros e Tamandaré. Tartarugas e outros animais marinhos foram afetados. No início de Setembro, foi encontrado um Golfinho morto na praia de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco. A ligação entre o caso e as manchas ainda não foi investigada, entretanto, o animal apresentava piche ao redor do corpo.

Conforme informações divulgadas pela revista Época, um laudo sigiloso teria sido encaminhado para o Ibama pela Petrobras, apontando que a mancha seria de Petróleo da Venezuela.

Mais Lidas