Vistoria

Escola técnica tem áreas interditadas por apresentar riscos em Caruaru

Instituição de ensino está com vários problemas na estrutura

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/10/2019 às 19:38
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Imagens enviadas por pais de alunos da Escola Técnica Estadual Ministro Fernando Lyra, localizada às margens da BR-232, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, mostram rachaduras nas escadas e paredes da instituição de ensino. De acordo com eles, também há problemas na estrutura dos banheiros.

Na manhã desta quinta-feira (17), a Defesa Civil realizou uma inspeção no prédio para avaliar a situação do prédio e se realmente oferece risco aos estudantes, professores e funcionários. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Kléber Alexsander, a possibilidade de desabamento imediato está descartada.

Apesar disto, algumas áreas precisaram ser interditadas de forma preventiva para evitar acidentes e incidentes. Um dos principais acessos do prédio apresenta um vazamento no teto e em um dos banheiros há a possibilidade de desprendimento de cerâmicas, por exemplo.

"A parte de superestrutura é muito robusta, muito complexa, e está até o momento acomodada, mas existem outros problemas que precisam ser corrigidos", explicou. A Defesa Civil tem um prazo de 10 dias para concluir o parecer técnico e notificar os responsáveis.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação e Esportes do Estado informou que foi iniciado nesta quinta o processo licitatório para selecionar a empresa responsável pela reforma da rampa e dos banheiros da ETE Ministro Fernando Lyra. A previsão para o início do serviço é o mês de novembro, em caráter emergencial.

Mais Lidas