menu

Óleo volta a atingir Goiana, no litoral norte pernambucano

Manchas atingiram a Ilha de Itapessoca nesta quarta-feira (30)

Parte do óleo ficou alojada nos mangues
Parte do óleo ficou alojada nos mangues (Bruno Campos/TV Jornal)

O Litoral Norte de Pernambuco voltou a ser atingido pelas machas de óleo nesta quarta-feira (30). A Ilha de Itapessoca, em Goiana, na Região Metropolitana do Recife (RMR) foi a atingida. Já foram atingidas pela substância as praias de Barra de Catuama e de Ponta de Pedras, que ficam nas proximidades. Com essa chegada do óleo em Itapessoca, são 44 praias atingidas no estado.

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Goiana, Jorge Oliveira, as manchas foram detectadas pela Companhia Pernambucana de Meio Ambiente (CPRH). “Recebemos relatos da área técnica da CPRH de que as manchas provavelmente chegaram durante a noite. São apenas resquícios que se alojaram em algumas pedras e rochas”, explica.

Uma parte do óleo atingiu a vegetação do mangue, de acordo com informações de autoridades locais. “As manchas chegaram à parte do mangue, em torno de um metro quadrado, mas há resquícios que se alojaram no local”, conta ele.

Ainda de acordo com Jorge Oliveira, aproximadamente 15 pessoas, dentre elas funcionários do Governo de Pernambuco, da CPRH e do Corpo de Bombeiros, ajudarão na limpeza das manchas. O secretário garante a área está sendo monitorada mesmo que a quantidade de óleo em Goiana seja considerada reduzida.

Manchas de óleo

Manchas de petróleo surgiram em praias do Nordeste. O caso vem acontecendo desde o início de setembro deste ano e a substância tem sido avistada em pelo menos nove estados da região. Estima-se que mais de 2 mil quilômetros de costa foram poluídos. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a substância é hidrocarboneto, derivado de petróleo. Conforme informações divulgadas pela revista Época, um laudo sigiloso teria sido encaminhado para o Ibama pela Petrobras, apontando que a mancha seria de Petróleo da Venezuela.