menu

Diretor do Ibama não descarta que óleo que atinge Nordeste seja do pré-sal

Diretor falou sobre possibilidade em audiência na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Óleo chegou em Itamaracá
Diretor do Ibama não descarta que óleo que atinge Nordeste seja do pré-sal (Clóvis Barreto/SEMA Itamaracá)

Durante audiência na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara, o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Olivaldi Alves Borges Oliveira, disse nessa quarta-feira (30) que não descarta possibilidade de que vazamento de óleo que atinge a região Nordeste seja proveniente do pré-sal.

Ele foi questionado pelo deputado Daniel Coelho (Cidadania). O deputado disse estar recebendo informações de que há possibilidade de que o vazamento teria ocorrido por causa de uma perfuração na área de pré-sal.

Olivaldi respondeu que a Petrobras vai analisar a relação entre o óleo e o pré sal. "Uma das maiores autoridades nesse assunto, que é a Petrobras, diz que há muito que se analisar ainda em relação a petróleo de pré-sal. Então, a gente não pode descartar isso", explicou.

Possibilidade

A possibilidade tem sido levantada pela primeira vez. Até então, oficialmente, o governo afirmava que o óleo que atinge o litoral nordestino é proveniente de três poços localizados na Venezuela. A suspeita é que pode ter ocorrido um vazamento após uma transferência de um navio fantasma para outro. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o governo pedirá que Organização dos Estados Americanos (OEA) exija esclarecimentos da Venezuela sobre petróleo. O presidente Jair Bolsonaro disse que o óleo poderia se tratar de uma ação criminosa para prejudicar leilão do petróleo