menu

Justiça autoriza soltura de Lula após decisão do STF

Lula deverá deixar o prédio da Superintendência da PF em Curitiba

Lula será transferido da Superintendência da Polícia Federal do Paraná para São Paulo
Lula deverá sair da Superintendência da Polícia Federal e Curitiba (ABr)

A soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi autorizada pelo juiz federal Danilo Pereira Junior na tarde desta sexta-feira (8). Preso desde abril de 2018, o ex-presidente deverá ser liberado após o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a possibilidade de prisão dos condenados em segunda instância, nessa quinta (7).

"Determino que as autoridades públicas e os advogados do réu ajustem os protocolos de segurança para o adequado cumprimento da ordem, evitando-se situações de tumulto e risco à segurança pública", escreve o juiz na decisão.

Lula deverá deixar o prédio da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. A expectativa é de que ele visite o acampamento Lula Livre, instalado em frente ao local desde a prisão do ex-presidente.

A partir da saída da cadeia, Lula responderá em liberdade por corrupção e lavagem de dinheiro, crimes pelos quais foi condenado no caso do tríplex do Guarujá (SP). Ele aguardará o julgamento de recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no STF.