Protesto

Ambulantes protestam contra mudança de locais de trabalho em Caruaru

Vendedores afirmam que mudança de locais está prejudicando as vendas

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 12/11/2019 às 11:55
NOTÍCIA
Reprodução/Whatsapp
FOTO: Reprodução/Whatsapp
Leitura:

Os vendedores ambulantes estão realizando um protesto na manhã desta terça-feira (12) no centro de Caruaru, no Agreste pernambucano. A maioria deles está insatisfeita com a mudança dos locais de trabalho para os espaços do Comércio na Praça.

Para o vendedor Gilvan, a mudança do local dos ambulantes está prejudicando as vendas e não tem sido fácil sobreviver. "Sou ambulante há 22 anos no centro de Caruaru. Me tiraram do meu local e botaram em um lugar onde não estou vendendo nem quatro cachorros-quentes por noite. Como vou sobreviver? Nós estamos sem espaço para trabalhar", lamenta.

Trânsito

Os ambulantes participam do protesto com faixas e cartazes. O trânsito está lento no centro, principalmente próximo à Praça do Rosário. A Polícia Militar está presente no local para orientar os vendedores.

O vereador Daniel Finizola (PT) explica que o protesto busca pressionar a gestão para que seja aberto um diálogo. "O espaço não corresponde à demanda dos ambulantes. O projeto foi mal planejado e mal projetado. Procuramos fazer pressão nas ruas para que se abra um diálogo com a gestão", afirma ele.

Por meio de nota, a prefeitura de Caruaru informou que estão fazendo melhorias nos espaços do Comércio na Praça e buscam oferecer melhores condições de trabalho para os ambulantes. A Prefeitura ainda disse lamentar que a ação tenha sido usada de maneira política.

Leia a nota na íntegra:

"A Prefeitura de Caruaru informa que o projeto Comércio na Praça faz parte da requalificação do centro da cidade. Diariamente a gestão continua fazendo melhorias nos locais, garantindo assim o sucesso do projeto que oferece melhores condições de trabalho aos vendedores ambulantes, além de mais segurança e estrutura para os compradores. A prefeitura também destaca que todos os ambulantes foram cadastrados após um processo de amplo diálogo e construção coletiva, que resultou nesses espaços que garantiu mais dignidade a esses trabalhadores, que têm o direito de trabalhar assegurado. A gestão municipal lamenta o uso político da ação dessa manhã."

Mais Lidas