Coleta de lixo

Trabalhadores da limpeza urbana paralisam atividades em Caruaru

Eles alegam que estão há 43 dias com os salários atrasados

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 13/11/2019 às 15:56
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Os trabalhadores da limpeza urbana de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, cruzaram os braços na manhã desta quarta-feira (13). Segundo representantes da categoria, os salários estão atrasados. Nesta quarta, os trabalhadores de varrição e capinação atuaram, mas os da coleta de lixo, não.

O presidente do Sindlimp, José Antônio, informou que os trabalhadores só deverão voltar às atividades após o recebimento. "São 43 dias sem salário. Além dos salários, as férias dos trabalhadores não vieram. A falta de fardamento também, assédio moral", listou.

As contas de muitos dos trabalhadores estão atrasadas. "Não tenho dinheiro, acabou o gás, eu estou cozinhando na lenha", revelou o varrredor Manoel da Conceição. Os afetados são os funcionários da empresa terceirizada Locar.

"Todo mês é este atraso, e agora o atraso está passando da conta. Não tem mais como nós esperarmos. Hoje são 13 e a gente não recebeu o salário de outubro", disse o diretor do Sindlimp, Cícero da Silva.

Por meio de nota, a Locar Gestão de Resíduos Sólidos disse que as informações de atraso de salário não procedem. A empresa informou ainda que sobre o pagamento dos salários do mês, há um acordo coletivo firmado com o sindicato que representa a categoria no qual ficou estabelecido que o prazo limite para o pagamento dos salários é o dia 15 de cada mês.

Mais Lidas