Denúncia

Falha de segurança teria exposto dados de clientes da Unimed

Informações vazadas incluiriam fichas de pacientes, exames, imagens de raio-x, entre outras

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 14/11/2019 às 17:24
NOTÍCIA
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Uma denúncia feita pelo grupo WhiteHat Brasil (autointitulados "hackers do bem") ao site Olhar Digital alega que o banco de dados da Unimed, empresa de planos de saúde, teria várias falhas de segurança nos sistemas de todo o País. De acordo com o site, dados de alguns clientes teriam sido expostos.

As informações incluiriam fichas cadastrais dos pacientes, contendo nome completo, CPF, nome da mãe, código beneficiário, entre outros. Outros dados supostamente vazados teriam sido exames de pacientes, imagens de raio-x, etc. O número de pessoas afetadas não foi revelado pelo grupo. Considerada um dos maiores sistemas cooperativos de saúde do mundo, a Unimed tem cerca de 18 milhões de beneficiários em todo o País.

Unimed responde

Através de nota, a Unimed do Brasil, representante institucional do Sistema Unimed, informou que investe continuamente em tecnologias para garantir a segurança das operações e proteção dos dados pelos quais é responsável. De acordo com a nota, em todo o sistema, a área de tecnologia recebe atenção especial, adotando medidas e procedimentos técnicos que visam à proteção dos dados e à privacidade dos beneficiários.

No texto, a Unimed reforçou o compromisso "em zelar pela segurança das informações e pelo sigilo dos dados de quem se relaciona com a marca". A empresa se comprometeu a investigar de forma minuciosa as suspeitas de vazamentos ou ataques cibernéticos. A empresa disse ainda que cada Unimed possui autonomia em sua administração, com a utilização de sistemas de gestão distintos. Por isto, não há necessariamente reflexos da situação de uma cooperativa nas outras que compõem o sistema.

Mais Lidas