menu

Estudo mostra que Pernambuco tem a terceira maior taxa de desemprego do País

Altas taxas fazem com que a população procure opções de renda no mercado informal

Altas taxas fazem com que a população procure opções de renda no mercado informal
Altas taxas fazem com que a população procure opções de renda no mercado informal (Reprodução/Tv Jornal Interior)

Um estudo realizado pelo IBGE, por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), mostra que o estado de Pernambuco tem a terceira maior taxa de desemprego do País, de 15,8%. Em Recife, o caso piora, já que tem 17,4% da população economicamente ativa sem emprego de carteira assinada. 

Essas altas taxas fazem a população procurar opções de renda no mercado informal. A Pnad também revelou que 27,8% dos pernambucanos estão trabalhando sem carteira assinada; essa porcentagem é maior do que a taxa nacional.

De acordo com a economista Amanda Aires, os culpados desta situação são a desaceleração do Porto de Suape e a crise econômica do país. “O tempo médio para sair de um trabalho e se reinserir no mercado de trabalho está de 9 ou 12 meses. Geralmente, essa pessoa precisa pagar contas e se alimentar, por conta disso ela corre direto para informalidade”, relata.

Ainda segundo a economista, uma opção para melhorar esta situação é a população aproveitar as oportunidades trabalhistas que surgem no fim de ano.

Confira a matéria do Por dentro

Estudo mostra que Pernambuco tem a terceira maior taxa de desemprego do País

  • 21/11/2019 16:50
Um estudo realizado pelo IBGE, por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), mostra que o estado de Pernambuco tem a terceira maior taxa de desemprego do País, de 15,8%. Em Recife, o caso piora, já que tem 17,4% da população economicamente ativa sem emprego de carteira assinada. 2 minutos e 43 segundos