Economia

Calendário especial atrai cada vez mais clientes na Feira da Sulanca

Expectativa é de que até o Natal a circulação de pessoas vá aumentando

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/11/2019 às 17:46
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

A Feira da Sulanca ficou lotada na manhã desse domingo (24) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Na avaliação dos feirantes, esta semana foi melhor do que a semana passada, e a expectativa é de que até o Natal a circulação de pessoas vá aumentando.

"Essa de hoje já está mais movimentada do que a do domingo passado. Cada semana que for passando, ela vai melhorando. A expectativa para as próximas feiras, eu acredito que vão ser as melhores", avaliou a presidente da Associação União dos Sulanqueiros, Fátima Amaral.

A autônoma Edva Rejane esteve na feira e pechinchou para conseguir preços diferenciados. "Tem uns que não, mas tem outros que ganham um descontinho", disse. Nesta segunda-feira (25), porém, o movimento caiu. As pessoas que vão até a feira na segunda são os que procuram produtos para uso próprio, não para revender.

"Essa semana a gente já nota que a feira foi maior do que a da semana passada, e a tendência é essa, até o Natal essas feiras crescem. Começou em torno de 40 mil pessoas por feira e a previsão é até 70 mil pessoas estarem aqui nas feiras de Natal", afirmou o secretário Extraordinário da Feira, José Pereira.

A Feira da Sulanca tem mais de 10 mil bancos com opções de confecções e outros produtos para pessoas de todo o Brasil. "Estou econtrando as coisas até com precinho bom, baratinho. Hoje o brasileiro tem que economizar, não tem condição de comprar em lojas finas, aí vem comprar na feira", disse a dona de casa Flávia Silva.

De acordo com o presidente da Associação dos Sulanqueiros, Pedro Moura, o setor de vestuário é o que mais vende no comércio no fim do ano. "Consequentemente as pessoas vêm renovar seu guarda-roupa e vêm na feira, porque na feira você encontra moda, produtos de qualidade, a preços de atacado", disse.

Segurança

Segundo o major Farias Júnior, nos dois dias de feira (domingo e segunda-feira) são empregados a mesma quantidade de policiais. Equipes do Núcleo de Inteligência, Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) e 1º Batalhão Integrado Especializado (Biesp) atuam nos principais pontos de circulação de pessoas.

"Nós colocamos policiamento a pé nas principais feiras, a gente faz a setorização do policial e também colocamos o apoio de motocicletas juntamente com o Núcleo de Inteligencia monitorando a ação de lanceiros, e também a equipe Malhas da Lei. Solicitamos apoio do 1º Biesp para dar apoio no entorno com cavalaria, além de viaturas", explicou.

Mais Lidas