menu

Justiça define prazo para que comerciantes saiam da Estação Ferroviária, em Caruaru

Decisão foi tomada em reunião

Ofício informa que a área será demolida para futuras obras da prefeitura
Justiça define prazo para que comerciantes saiam da Estação Ferroviária (Reprodução/Tv Jornal Interior)

A Justiça definiu o prazo para que os comerciantes que trabalham na Estação Ferroviária, em Caruaru, no Agreste pernambucano, deixem o local. Em uma reunião com o juiz José Adelmo nessa terça-feira (10), foi decidido que os vendedores deverão sair da Estação até o dia 31 de janeiro de 2020.

Na reunião estavam presentes advogados e comerciantes. Anteriormente, os comerciantes haviam recebido uma notificação de que teriam que sair das barracas em novembro de 2019.

Justiça define prazo para que comerciantes saiam da Estação Ferroviária, em Caruaru

  • 11/12/2019 16:08
A Justiça definiu o prazo para que os comerciantes que trabalham na Estação Ferroviária, em Caruaru, no Agreste pernambucano, deixem o local. 35 segundos

Mudança de local

A mudança do local ocorrerá por causa de um empreendimento privado que será construído no quarteirão que passa pelas ruas Cleto Campelo e Mestre Pedro.

O vendedor Ronaldo da Silva, que trabalha no local há 9 anos, aprova o prazo estipulado pelo juiz porque acredita que ele e os demais vendedores terão tempo para se organizar. "Inicialmente, essa decisão mostrou uma certa estabilidade porque teremos até o dia 31 de janeiro para comunicar aos nossos clientes e amigos que vamos nos mudar ano que vem", explica ele.

"É mais um tempo para a gente trabalhar e ver o que vai ser feito, se a Prefeitura vai resolver alguma coisa com a gente ou se a gente vai precisar entrar com um processo contra a prefeitura", afirma o vendedor Paulo Gonzaga.