Samu

Ambulâncias do Samu de Santa Cruz apresentam problemas

Município ficou na última semana sem serviço do Samu por um dia

Pedro Hierro
Pedro Hierro
Publicado em 16/12/2019 às 17:14
NOTÍCIA
Reprodução/ TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/ TV Jornal Interior
Leitura:

A sede do Samu em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco, tem apenas quatro ambulâncias, sendo que apenas duas delas estavam na sede. Para piorar, as que estavam no local já estão velhas. Das outras duas, uma se encontra em uma oficina de Caruaru e a outra estava em atendimento quando a reportagem da TV Jornal Interior esteve no local. Esta situação preocupa a população de mais 100 mil habitantes do município.

Na semana passada houve um dia que a única ambulância do Samu que estava funcionando quebrou na frente da UPA da cidade, após ter prestado socorro a uma pessoa. Todo o município ficou sem atendimentos do Samu até o dia seguinte. O membro do conselho de saúde Lucas Evangelista comentou sobre a situação. “Existem outras ambulâncias no município que estão em situação precária. Então realmente nós vivemos um caos em relação a essa questão dos Samus aqui”, afirmou. 

Segundo o secretário de Saúde de Santa Cruz, Inácio Marques,  além da ambulância do Samu, a cidade tem mais seis municipais. Duas ficam na zona rural, uma está quebrada e três estão sendo usadas na zona urbana. “As seis ambulâncias que nós temos do município, uma está com problema na oficina, mas creio eu que logo logo está resolvido”, relatou.  

Os problemas com o serviço do Samu também ocorrem em outras cidades, porém algumas estão em situação pior e sequer têm ambulâncias. Agrestina, Bezerros, Altinho, Belo Jardim, Bonito, Gravatá, Toritama e entre outras, são as cidades do interior pernambucano que estão sem ambulância.

Confira matéria do Povo Na TV

Mais Lidas